segunda-feira, 12 de março de 2018

SE FICAR O BICHO COME... SE CORRER O BICHO PEGA. ENTÃO A QUESTÃO É: O QUE FAZER?


De início registra-se que esta postagem tem como foco prestar alguns esclarecimentos.


Definição: Indicação Legislativa é o instrumento aprovado pelo Plenário ou pela Mesa Diretora cuja finalidade é a de sugerir que outro órgão tome as providências que lhe sejam próprias. O Vereador, através de uma Indicação, pode provocar a Secretaria de Obras, Secretária de Meio Ambiente, Secretaria de Saúde e, outras, para que tomem providencias a respeito de determinado assunto que o mesmo entenda ser necessária.


O vereador Mário Alves tem consciência das dificuldades operacionais da Secretaria Municipal de Obras, bem como da Secretaria Municipal de Meio Ambiente em face da falta de mão de obra e, de recursos financeiros, para atender tantas demandas que lhes estão sendo reivindicadas.


Ocorre que este vereador tem sido provocado, pessoalmente, bem como através das redes sociais, a apresentar à Administração Municipal, as solicitações, os anseios e as reclamações de nossos munícipes, sob pena de se não fazê-la, ser considerado um vereador omisso, relapso. Assim sendo, tenho procurado ser atuante no desempenho de minha vereança, levando ao Chefe do Executivo Municipal, diversas Indicações nas quais apresento o supramencionado.


Todos sabem que este vereador foi eleito em uma coligação que apoiou o Prefeito Municipal para que o mesmo saísse vitorioso no último pleito eleitoral. Desta forma sou um vereador da “Base do Governo”.


Entretanto, algumas pessoas abomináveis tentam, de forma sorrateira, insinuar que sou oposição ao Prefeito Diogo Curi, com a apresentação de minhas Indicações. 


Daí a citação, no início deste texto, do ditado popular “SE FICAR O BICHO COME... SE CORRER O BICHO PEGA”.


Para que não haja dúvida quanto ao meu comportamento como vereador, eu expresso em caixa alta, negritada e grifada: EU SEMPRE FICO - JAMAIS CORRO, de qualquer situação que possa se apresentar. Ou seja, pago para ver, não fujo da luta.


Não darei o direito a quem quer que seja e, principalmente, àqueles que me honraram com seus votos (apenas 157 votos), de me considerar apenas mais um que passou pela Casa Legislativa, pois, quando me apresentei para ser um parlamentar, o fiz com a certeza de queseria diferente na maneira de atuar e, que retribuiria com muito trabalho cada voto a mim confiado.


Minha dedicação é exclusiva ao meu mandato de vereador. 


Para quem interessar possa, informo que, como Presidente da Câmara Municipal de Caxambu, estou impedido pelo Estatuto da OAB, de advogar e, assim sendo, encerrei as atividades no meu escritório. Estou na Câmara Municipal diuturnamente das 8h às 18h. Sou vereador 24 horas. Atendo as pessoas na Câmara Municipal, nas ruas, no celular e nas redes sociais. 


Por derradeiro, quero deixar consignado meu compromisso de sempre apoiar tudo que, a meu juízo, entenda ser o melhor para o povo Caxambuense. Esperando ainda que o Prefeito e Vice Prefeito  tenham consciência de que estar vereador é como andar constantemente no fio da navalha

NÃO POSSO JAMAIS deixar de apresentar, na forma de indicação, as reivindicações que me são apresentadas pelos nossos munícipes.


Postagens Recentes

500 DIAS DE TRABALHO E DEDICAÇÃO EXCLUSIVA POR CAXAMBU - RELAÇÃO DE LEIS - REQUERIMENTOS - INDICAÇÕES - MOÇÕES DE AUTORIA DO VEREADOR MÁRIO ALVES

RESUMO DAS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELO VEREADOR MÁRIO ALVES EM SEUS 500 DIAS DE MANDATO 28 Projetos de Leis d...