terça-feira, 28 de agosto de 2018

BUSCANDO SOLUÇÕES...



Ofício/Gabinete do Presidente/ nº 435/2018
Data: 27/08/2018
Assunto: Solicita reunião.


Excelentíssimo Senhor Governador,


Vimos através deste, respeitosamente, com nossos cumprimentos de praxe, expor e ao final solicitar-lhe o seguinte:

A cidade de Caxambu nasceu e cresceu ao redor de 12 fontes de água mineral de diferentes propriedades químicas e medicinais. Ao longo de nossa história esse bem de valor inestimável foi se incorporando um magnifico patrimônio no que diz respeito à sua flora, ao seu urbanismo e, sobretudo nas instalações destinadas aos cuidados da saúde, beleza e bem estar. Foi, ainda, na segunda década do século que abriram-se os cassinos, e a classe média emergente do Brasil passou a desfrutar nas chamadas estâncias hidrominerais um modo de vida elegante, ao melhor estilo europeu.

A tarefa de administrar esse complexo e mais o engarrafamento e comercialização da água mineral coube, por concessão, a “Empresa das Aguas”, a este momento correspondeu o período áureo de nossa história. Tudo muito bem cuidado, a crenoterapia ramo da medicina para o tratamento através das águas, fez afluir um sem número de famílias para uma estadia mínima de 21 dias.

Uma vez finda a concessão a gestão foi assumida pela Hidrominas, empresa estadual criada para os mesmos fins. Zelar pelo patrimônio físico, pelo engarrafamento e venda de nossas águas nos maiores mercados nacionais. Baixos investimentos e a distância do centro político estadual não produziram bom resultado.

Foi quando em 1989 o governo do Estado, numa política de descentralização concedeu a gestão do Parque das Águas à prefeitura municipal. O entusiasmo foi extraordinário, bem diferente dos resultados. Sem mão de obra especializada e sem recursos para o investimento e com uma mudança radical no turismo, passamos a assistir um sucateamento de todo complexo, muito embora tenha havido algum investimento, por parte do governo estadual, nas instalações do Balneário.

Agora, a aproximadamente um ano e meio a C0DEMIG houve por bem reaver a gestão do Parque das Águas licitando o direito de engarrafamento e venda de nossas águas. O cenário se tornou dramático e a administração caótica. Balneário fechado, piscinas sem água, equipamentos vitais como a caldeira que fornece água quente inoperante. Parece que chegamos ao fim de nossa história.

Assim pelas razões expostas e, após cinco audiências públicas para tratar do assunto e, dois encontros com a CODEMIG, sem que se vislumbre qualquer resultado, solicitamos à V. Excia, que receba os representantes dos Poderes Legislativo e Executivo Municipais, acompanhados de uma comissão representativa da sociedade caxambuense, com a finalidade de resolvermos definitivamente a matéria da maior importância para cidade, que majoritariamente confiou em suas propostas em 2014.

Certos de vossa consideração e deferimento, antecipadamente agradecemos.

Atenciosamente,


Mário Luiz Alves
Presidente



Exmo. Sr.
FERNANDO DAMATA PIMENTEL
Governador do Estado de Minas Gerais
Belo Horizonte - MG

Postagens Recentes

Indicação Nº 323/2017 - OBRAS NO BAIRRO SARÉ - ESTA INDICAÇÃO FOI FEITA NO DIA 19 DE JULHO DE 2017 PELO VEREADOR MÁRIO ALVES

REGRA Nº 01 - DAR O MÉRITO A QUEM REALMENTE  TEVE A INICIATIVA DE APRESENTAR A INDICAÇÃO ESTA INDICAÇÃO FOI FEITA NO DIA  19 DE JU...