terça-feira, 16 de abril de 2019

Ofício Nº 29/2019 - Comunicação e consulta faz: Encerramento do contrato de vigilância nas escolas, contrato este entre o Governo Estadual e a empresa TBI Segurança. Cerca de 200 escolas no Estado de Minas ficarão sem a devida cobertura do serviço de vigilância patrimonial. Em Caxambu será o Centro de Educação Profissional – CEP, localizado na Escola Estadual Professora Elisa de Andrade.

Ofício Nº 29/2019
Data: 15/04/2019
Assunto: Comunicação e consulta faz.


Prezado Senhor Superintendente,

Com nossos cumprimentos de praxe, venho expor-lhe uma situação e a seguir fazer uma reivindicação. 

Soube-se que a Secretária de Estado de Educação prestou esclarecimentos sobre a segurança nas escolas estaduais em reunião perante a Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa de Minas Gerais informando que será encerrado o contrato de vigilância nas escolas, contrato este entre o Governo Estadual e a empresa TBI Segurança, o que afetará cerca de 200 escolas no estado que ficarão sem a devida cobertura do serviço de vigilância patrimonial. 

Ocorre que em Caxambu funciona uma unidade do Centro de Educação Profissional – CEP, localizado na Escola Estadual Professora Elisa de Andrade situada à Avenida Barão do Rio Branco, s/n, que certamente será afetada com a referida política de contenção que, se ultimada, nos trará uma situação preocupante. 

O fato é que este CEP localiza-se no bairro Trançador e faz divisa lateral com determinada viela sem saída e aos fundos com mata fechada, pontos estes frequentados por usuários de droga que se valem do local para praticarem alguns delitos como furtos e depredações, assim como no passado, antes de haver vigilância, quando aquela escola sofria com inúmeros saques e vandalismos. 

Assim sendo, não poderemos assistir o desfecho dessa situação sem nos solidarizarmos a ver um patrimônio público ser achincalhado novamente como outrora e, para isso, gostaríamos de saber se Vossa Senhoria tomou conhecimento do fato ou conhecimento que o governo estadual tem estudado alguma alternativa para o problema, como a substituição de vigilantes por sistema de câmeras e alarme, que a nosso ver não seria uma alternativa viável, haja vista a ocorrência do evento criminoso em Suzano-SP e a necessidade de se manter um profissional em posição ostensiva garantindo a devida proteção. 

Por derradeiro, na esperança de sermos ouvidos e atendidos, aguardamos as devidas respostas, as quais nos servirão para encaminhar a presente reivindicação à Secretária de Estado de Educação e ao senhor Governador visando a ponderação e revisão desta medida que tem se apresentado como de suma importância para a comunidade caxambuense. 

Atenciosamente,
Mário Luiz Alves 

Vereador 


Ilmo. Sr.
FABIANO PRADO DA SILVA
Diretor da 7º Superintendência Regional de Ensino
Avenida Camilo Soares, n° 68
37440-000 - Caxambu - MG